O corpo é meu, e eu faço o que eu quiser com ele ;)

O trabalho da mineira Carol Rosseti viralizou nas redes sociais, pela sutilidade e beleza ao se tratar de um tabu: o feminismo. Com uma linguagem informal, de amiga para amiga, Carol postou em sua página no Facebook mensagens de apoio para as mulheres que querem sair do padrão imposto pela sociedade e viver bem consigo mesma.

Denominado “Mulheres”, casa mensagem é direcionada a uma mulher, sendo algumas reais ou não, que faz o público-alvo se identificar mais com cada peça.

Com o sucesso do projeto, temas como homossexualismo e racismo estão sendo adicionados a coleção, além da ajuda de tradutoras para o espanhol, inglês, italiano e russo. Com qual você se identifica?

9275_621272551325625_3475184472042350234_n

Obs. essa é a Mayra Vinhal Viamonte Avila Dutra e quem quiser conhecer mais sobre diversidade de gênero, passa na página dela! http://trans.parencia.com.br/

1607089_614903915295822_4148731097382987236_n

“Aline é bissexual, mas muitos dizem pra ela que isso não existe, e que ela ainda está confusa.
Se ela não corresponde ao conceito deles é porque o amor de Aline é maior que o rótulo. Sua orientação não precisa da aprovação de ninguém, Aline!”

1924350_621848647934682_5085008826520947007_n

10428568_612508818868665_5605868426300717408_n

10430847_615531098566437_1809398807467172990_n

10433089_607627039356843_8578679951548815492_n

 

“Elena tinha medo de usar salto alto, porque todos diziam que ela muito alta. Mas ainda sim ela calçou seus Louboutins e nunca mais quis tirá-los! “

 

10435031_616207545165459_8141112574891733860_n

10458018_615863265199887_6855075681600663467_n

10468372_614903935295820_5063859107963331643_n

Camila e Patrícia escutam algumas coisas quando saem juntas. Depois de um ano, elas se tornaram experts em ignorar essa porcaria. Isso ai, garotas. Foda-se.

10474685_624442417675305_6459356218984849930_n

10478598_610504929069054_4082948995858523171_n

10487286_619649521487928_998498815135244850_n

10487301_616208245165389_5295624831932068694_n

10514608_616832075103006_5918360582417555606_n

10516658_615863281866552_6730740126314814200_n

10517494_614942791958601_5524525415650373254_n

“Clara é engenheira, e está farta de escutar que mulher e matemática “não andam juntas”. Relaxa Clara, quem pensa que gênero determina intelectualidade não pode ter um pensamento lógico.”

10532353_620710388048508_7682405317308758991_n

Anúncios

A publicidade que vendia pessoas

Me lembro bem da minha primeira aula no curso de Publicidade e Propaganda: todos ainda tímidos, depois ter ter ficado sem um tostão no bolso para evitar que o trote fosse muito forte. Daí entrou a professora, sentou em cima da mesa e perguntou: Quando começou a propaganda no Brasil? O silêncio tomou conta da sala. Daí ela olhou para mim e veio com tudo: Você, aí, sabe me responder? Sem nem imaginar o que eu estava falando, respondi: Na época da escravidão, vendendo escravos!

Ela abriu um sorriso lindo e, para mim, essa resposta garantiu a minha moral com ela pelos quatro anos de faculdade.

Ok, e daí? O que esse momento nostálgico tem a ver com isso aqui? Acontece que, mesmo sem saber o que eu falava, eu tinha a razão. E como hoje, 13 de maio, é comemorado o Dia da Abolição da Escravatura no Brasil, me veio a ideia de trazer para cá alguns destes anúncios que, mesmo sem técnica, persuasão e qualidade alguma, foram os pioneiros nesta arte de comunicar que tanto amamos.

untitled

1880_03_13-cavalo-e-escravos2 1881-29-dezembro-anc3bancio-de-escravo-fugitivo-o-brado-conservador-ac3a7u-1 h0350a1850e  h0350a1876a

Agora para de ficar lendo isso aqui e vai trabalhar, porque você ainda não foi abolido!

@_hrdias

Meu nome é criatividade e Feliciano não me representa

Independente da posição política, religiosa, racial, social e sexual de cada um, é fato que os protestos contra o pastor Marco Feliciano, da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, ganharam o pais.

O que mais chama a atenção é a criatividade dos protestantes, como em algumas das manifestações abaixo, vistas em redes sociais.

02campanhafelicianonaomerepresentamariorep 04campanhafelicianonaomerepresentamalcriadorep 05campanhafelicianonaomerepresentamussumrep 11campanhafelicianonaomerepresentaevangelicarep 164427463938173677409189842184n 4812584636035137108751044603225n 4875124641511936561071966681788n 4877134611520772893522064898558n 5767844641528769892721435189416n et-feliciano felicianobolo pastor

Só para constar, o Publicitário Pobre é contra todo e qualquer tipo de racismo e preconceito, com ou sem Feliciano.

@_hrdias

#Simpsons – Preconceito ou criatividade?


Para divulgar o início das transmissões dos Simpsons na Angola foi criada um anúncio um pouco contraditório…
Seria uma forma de preconceito e distinção?

Que foi criativo, não podemos negar…

O conceito da peça casa perfeitamente com o objetivo e target, mas e analizando pelos pontos culturais e sociais…?

A questão fica no ar…

Por: @mikebigode