Nissan: Pôneis Malditos – Seria mais uma idéia copiada?

O comercial Pôneis Malditos criado pela agencia Lew’Lara/TBWA e veiculada na TV e na internet virou um fenômeno tanto na internet quanto na TV.

Mas ai surge um comercial antigo, e o pensamento que não sai da cabeça é: Seria mais uma vez um plágio?

Confira abaixo o comercial da Nissan:

Agora confira o vídeo de um antigo comercial que possui a mesma ideia do comercial da montadora.

Ok, concordamos que o comercial antigo possui uma outra identidade e objetivo, mas e o conceito?

Fica a pergunta…

O que vocês acham?

Budweiser Ice Cold Index: Quanto mais calor, menos você paga pela cerveja

Ice Cold Index, disponível para iPhone, Android e BlackBerry, mostra um desconto de acordo com a temperatura do dia – informada sempre às 13h. 16° é equivalente a 1 euro de desconto, e 2 euros se estiver 18°.

Considere que a ação acontece na Irlanda, então 18° por lá é calor, e se passar dos 20° é o inferno na terra, então a cerveja sai de graça.

A criação é da DDB UK.

Fonte: Brainstorm9

Santa Casa mostra que você tem mais sangue do que precisa

A nova campanha da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo recorre a uma linguagem simples e bem-humorada para abordar um tema sério: o da doação de sangue. A iniciativa faz parte do movimento 5%, que tem por objetivo aumentar para 5% o número de doadores no Brasil.

A série de três anúncios criada pela agência Young & Rubicam, responsável pela comunicação da instituição voluntariamente desde 2004, já está em veiculação. As peças também ganharam uma versão em pôsteres, distribuídos pelo complexo hospitalar.

Intituladas “Calvo”, “Barbudo” e “Mulher” mostram uma pessoa de cabeça para baixo, o que faz com que o seu rosto fique vermelho de sangue e com veias sobressaltadas. A assinatura explica: “Você tem mais sangue do que precisa. Doe um pouco”.

A campanha tem criação de Lucas Casão e Guilherme Rácz, sob direção de criação de Flávio Casarotti, Sérgio Fonseca e Rui Branquinho. As fotos são de Brandon Voges, do Bruton Stroube Studios.

Fonte: Ypsilon2

Apple: a marca mais valiosa do planeta

A Apple é a nova marca mais valiosa do mundo. Esse foi o resultado do estudo BrandZ Top 100 Marcas Globais Mais Valiosas, realizado pela Millward Brown Optimor, empresa do grupo WPP. A empresa de Steve Jobs, dona do iPhone e do tablet iPad, está avaliada hoje em US$ 153,3 bilhões, uma elevação de 84% em comparação ao levantamento feito no ano passado.

Com esse resultado, a Apple desbancou o Google (US$ 11,5 bilhões), que liderou o ranking nos últimos quatro anos, para o segundo lugar. Já o Facebook é listado pela primeira vez. A marca ocupa o 35%, com US$ 19,1 bilhões, o que corresponde a um
crescimento de 246%, o maior aumento em valor de marca registrado pelo estudo.

Os resultados mostram a predominância das marcas de tecnologia e telecomunicações, que representam um terço da lista. O destaque dessa edição é que 19 das cem marcas avaliadas são de países emergentes (eram apenas duas em 2006). Entre as brasileiras, a Petrobrás aparece em 61º lugar, avaliada em US$ 13,4 bilhões. O Itaú aparece na 90ª posição (US$ 9,6 bilhões), seguido do Bradesco, que ficou em 98º lugar (US$ 8,6 bilhões).

Fonte: Meio e Mensagem

Páscoa faz Cacau Show ser a mais citada na rede

Entre os dias 5 e 10 de abril, a MITI Inteligência capturou mais de 7.200 interações em mídias sociais sobre 16 marcas de chocolates. Cacau Show foi a mais citada, com 35,8% dos posts, principalmente por conta das promoções que realiza no Twitter. A Ferrero ficou em segundo lugar, sendo mencionada em 22,9% das citações capturadas.

Em seguida, as marcas mais mencionadas foram Nestlé (12,2%), Garoto (8,2%) e Kopenhagen (7,0%). Foram monitorados ainda Icab, Arcor, Brasil Cacau, Guylian, Herald, Hersheys, Lacta, Lindt, Lugano, Neugebauer e Valrhona. Interações sobre essas empresas não passaram de 3,5%.

Na mídia on-line, a três marcas que lideram as menções em notícias são Garoto, Cacau Show e Nestlé. Foram 366 notícias no mesmo período, principalmente sobre o levantamento de preços feito pelo Procon. Entre as citações na imprensa, a Lacta ficou no quarto lugar, com mais repercussão do que nas mídias sociais.

Fonte: AdNews

Será uma surpresa isso? (Fica a pergunta.)

As marcas + lembradas do BBB 11

A Millward Brown do Brasil divulga ranking com as marcas presentes no Big Brother Brasil 11 mais lembradas pelo consumidor.

O estudo, realizado entre 17 e 29 de março, constatou que 69% dos entrevistados disseram lembrar-se de alguma marca anunciada em merchandising (product placement) durante o reality show. Todas as marcas citadas no ranking foram obtidas a partir de respostas espontâneas.

As marcas que atingiram maior residual de lembrança são aquelas que compraram patrocínio master desta edição, segundo a pesquisa.

O destaque foi para Fiat, que sorteou prêmios nos momentos de formação de “paredão”, patrocinou provas de resistência e presenteou tanto os participantes do programa quanto telespectadores.

Guaraná Antarctica, Niely Gold e Knorr, que tiveram ações constantes de “product placement”, figuram entre as marcas que conseguiram gerar maior recall (confira o gráfico).

Entre as marcas com menos de 2% de menções estão Ponto Frio, Nestlé, Quaker, Garoto, Minuano, Nívea, Pantene, Bout´s, Unilever, AmBev, Super Bonder, Claro, Omo, Activia, HSBC, L´Oreal, Dove, Ipê e Duracell.

Uma coisa não se pode negar, o Big Brother Brasil 11 foi um desastre, mas não vamos entrar neste mérito.
Uma breve análise do programa antes de qualquer anúncio com certeza afastaria os anunciantes, mas quem faz isso hoje em dia.
A análise geral dos anuncios mais lembrados os dizem o porque!
Guaraná Antarctica e a gafe da dos pilares caindo…
O Fusion Energy Drink e o nada bom final da bebedeira com o energético…
E muitas outras gafes…
Mas, o que importa é ser falado!
(Falem bem ou falem mal, falem de mim)