É Assim Que o Jogo é Vencido…

Você está preparado para o jogo?

Está mesmo ?

Captura de tela 2014-06-10 às 02.02.45

“Antes dos gols, antes da glória, há um jogo invisível rolando no vestiário…É assim que o jogo é vencido.”

 

Há uma semana da Copa do Mundo começar, a Beats chegou com um comercial que muitos já dizem ser o melhor da copa.

O filme criado pela R/GA mostra o ritual dos jogadores antes de pisarem nos gramados.

Os protagonistas ? O nosso camisa 10 Neymar e seu pai!

Com palavras motivadoras os dois abrem os 5 minutos do comercial, já na sequência embalado ao som de  X Ambassador & Jamie N Common – Jungle , o filme ultrapassa o limite Neymar – Brasil e apresenta outras estrelas do futebol como: Chicharito (México); Mario Götze (Alemanha); Van Persie (Holanda); Luis Suáres (Uruguai); Bacary Sagna (França); Schweinsteiger (Alemanha), Fàbregas (Espanha); Blaise Matuidi (França); Daniel Sturridge (Inglaterra) e Jozi Altidore (EUA) em seus momentos pré-jogo.

O filme conta também com a presença de celebridades como: LeBron James, Nick Minaj, Serena Williams, Rio Ferdinand, Sydney Leroux, Stuart Scott, Thierry Henry e Rafaella Beckran (irmão do Neymar).

Beats_Neymar

 

Beats_Chicharito

Beats_Götze

Beats_Fàbregas

Beats_Suárez

Beats_Bacary

Alguns rezam…

Alguns acendem velas…

Alguns pintam o rosto…

Alguns cortam o cabelo…

 

Todo mundo tem seu ritual pré-jogo. E aí, qual é o seu ?

 

@FlaviaIto

PS: Assistam o filme em HD, vale a pena 😉

Anúncios

Campanha polêmica das novas camisinhas da Playboy

A agência TBWA\Peru desenvolveu anúncios “Diferentes”, para a nova campanha de camisinhas Playboy.

A campanha aborda o beneficio do produto de uma forma explicita e sem qualquer discriminação entre orientação sexual, mostrando ao publico, que todas as formas de amor são aceitas e bem vindas, quando protegidas pela camisinha.

Ficha técnica:

Ilustração: Andrea Lopez del Barco;

Direção de criação: Jorge Santibañez e Gustavo Gamarra;

Direção de arte: Alex Rodriguez e Renzo Vásquez;

Redação: Gustavo Gamarra e Jefferson Porras.

960x720_97_20140602_142327_couple_aotw_1

960x720_83_20140602_142328_gay_couple_aotw

Por Dennis Silveira

 

Taxi Driver e outros clássicos a partir de hoje nos cinemas

taxidriver
Notícia boa para os cinéfilos de plantão, a Rede Cinemark irá reprisar a partir de hoje clássicos do cinema em diversas salas espalhadas Brasil afora. Pra quem sempre teve vontade de assistir Laranja Mecânica, Pulp Fiction, Taxi Driver dentre outros filmes que marcaram época nas telonas, essa é uma ótima oportunidade.

Os clássicos cult são também uma boa dica para quem quer fazer uma média no mês dos namorados, ou para os que querem simplesmente fugir das ruas e da Copa. A programação que se inicia hoje (31/05) e vai até 9 de julho incluí também os filmes Os Embalos de Sábado à Noite, Grease – Nos Tempos da Brilhantina e Bonequinha de Luxo.

Informação sobre as cidades, salas de cinema, horários e sinopses você encontra aqui.

Por: Fê Mendonça

Citroën – O video case mais fail do ano.

Uma ação no Instagram, 26 milhões de usuários atingidos.
Sucesso? Não, apenas um errinho na conta.

A Citroen criou uma ação envolvendo o app Instagram, onde a ação baseava-se em um seeding(isso mesmo um seeding) na rede social.
Para divulgar a câmera de ré do novo C4 Lounge, faziam a identificação de photobombs em fotos de celebridades e influenciadores, lá eles postavam um comentário com algo do tipo: “Evite imprevistos. Conheço o novo Citroën C4 Lounge com câmera de ré”.

Até aí já estava bem #FAIL, mas não contentes, acharam a ação genial e criaram um vídeo case onde mensuravam os resultados da ação intitulada como GUERRILHA!
Um vídeo case para a inscrição em Cannes, isso mesmo Cannes.

Não entendeu até agora?
Então vamos a melhor explicação que encontrei, ela foi dada pela Marina Bonafé, especialista em mídias sociais.

“Existem hoje 200 mi de usuários ativos no mundo, sendo o Brasil responsável por 5,6%, que equivale aproximadamente 11 mi. Ou seja, o case impactou não só usuários daqui como também de outros países uau a rede mundial de computadores é mesmo fantástica!!!

A ação consistia no seguinte: ao encontrar photobombs (lembra aquela foto famosa da menina tirando selfie no espelho e aí aparece a tia dela sentada no vaso atrás? Isso é uma photobomb) engraçadinhas em perfis de celebridades brasileiras (Roberto Justus, Luciano Huck etc), um perfil interagia falando sobre a nova feature do carro X com uma câmera traseira que evita esse tipo de surpresa acidentes etc .

Até ai, ok.

Até que sai a matéria falando do impacto de 26 mi de usuários. Como isso foi calculado? A soma dos seguidores dos perfis que tiveram comentários. Ou seja, se o Luciano Huck tem 1,3mi de seguidores no instagram, então o meu comentário na foto dele impactou 1,3mi de seguidores no Instagram.

SÓ QUE NÃO.

Primeiro que Instagram não é que nem Facebook que quando você comenta em um post aparece na timeline das pessoas que já comentaram aquele post.

Ah mas o instagram mostra quando seus amigos curtem uma foto ou segue alguma pessoa nova” sim, mas não quando comenta. E o perfil da ação tem 4 seguidores, o que significa que ainda que ele curtisse a foto de uma celebridade ele impactaria no máximo 4 pessoas que se por acaso clicassem em “news” na aba do Instagram (quem clica lá? risos) veria que ele curtiu a foto.

Como se não bastasse, publicam um vídeo-case mostrando o SUCESSO e o alcance de todas essas pessoas (imaginárias) e no próprio vídeo eles editaram a quantidade de likes das fotos pra 1945, já que a quantidade real era 0 (ainda dá tempo de conferir no perfil)”

Viu como a ação foi genial? Nem eu.

Veja o vídeo case.


Eai, o que achou?

@MikeBigode.

Nova campanha da Adidas tem “imagem de protestos”

Mesmo que por alguns segundos no vídeo, a marca de materiais e roupas esportivas Adidas resolveu mostrar um pouco o que, provavelmente, acontecerá no Brasil durante a Copa do Mundo. A marca é uma das patrocinados oficiais da Copa e decidiu colocar um pouco dos protestos brasileiros que foram notícia no mundo no ano passado. É praticamente certo que haverá manifestações durante o evento e a Adidas sabendo disso, decidiu abordar um pouco o tema.

No filme, o craque argentino Messi está sonhando. O curta é embalado por uma música criada pelo rapper mundialmente conhecido Kanye West. Além de Lionel, o filme conta com Daniel Alves, Xavi e Schweinsteiger.

O título do vídeo é “O sonho de Messi na Copa do Mundo” e foi lançado com exclusividade no intervalo da final da Liga dos Campeões que ocorreu no sábado último (Real Madrid x Atletico de Madrid). Um dos fatores mais bacanas é que o comercial foi dirigido pelo cineasta brasileiro Fernando Meirelles e cp-dirigido por Cassiano Prado. A campanha faz parta da comunicação global da Adidas para a Copa “Allin or nothing” (Tudo ou Nada no Brasil).

Veja o vídeo:

@igorvilarim

Nova ação da Coca-Cola traz pequenos quiosques para divulgar mini latinha

Que as ações da Coca-Cola sempre nos surpreendem já não é novidade. Desta vez, ela realizou uma ação inusitada e interessante para divulgar o lançamento de uma latinha em tamanho bem reduzido na Alemanha.

A ação foi produzida pela agência Ogilvy de Berlim. Que implementou mini quiosques como pontos de venda do novo produto através de uma mini vending machine ao lado da banca. Tão interessante quando a nova latinha, a mini banca também chama a atenção com seus outros produtos em versão mini como revistas e jornais.

Veja como foi o vídeo da ação:

Compartilhe!

UVA – O mundo está cheio…

Você já parou para pensar em como o mundo está cheio?

Mais de 7 bilhões de pessoas, mais de 7 bilhões de processos e eventos, segundo a segundo.

Papéis, pessoas, coisas, carros, estradas, ruas, praias, a vida.

O mundo está cheio, cada dia mais e mais, independente do que fizermos, este é o presente e o futuro.
O que podemos fazer? Apenas aceitar e viver com estes bilhões de informações que não param de surgir.

Já parou para pensar em tudo isso?

Mas você sabe qual o único lugar do mundo que não enche?
A Universidade Veiga de Almeida te responde.

Veja:

UVA

Está foi a campanha criada pela UVA(Universidade Veiga de Almeida) para divulgar sua abertura de vagas.

Como disse o humorista peruano Sofocleto, “O mundo está cheio de gente vazia.”, não seja mais um destes…

Faz sentido, não faz? Então não espere mais e conheça a Universidade Veiga de Almeida (UVA).
Acesse: http://www.uva.br/

Gostou? Então compartilhe este link! 🙂

Cachorro dirige o novo Subaru XV Crosstrek em novo anúncio

A montadora japonesa Subaru lançou recentemente uma série de anúncios do seu novo carro sendo dirigido por cachorros. O Sucesso destes vídeos foi muito bom, consequentemente. Diante disso, a empresa decidiu continuar na mesma linha de comunicação e lançou um novo anúncio que foi produzido pela divisão da empresa que fica na Rússia. Em pouco tempo conseguiu mais de 5 milhões de visualizações.

Neste novo vídeo, um cachorro que parece ser da raça Golden Retriever parece ser atropelado por uma mulher dirigindo o novo Subaru. No carro, há uma câmera de vídeo no painel que faz a captura de toda a cena (lembrando que as câmeras em painéis de carro já são muitos comuns na Russia, devido aos acidentes de trânsito). Após o suposto atropelamento, a motorista dá ré no carro e vai verificar se realmente não matou o animal.

Enquanto a mulher se lamenta pela morte do cachorro pela rua, o cão aproveita a distração dela e “sequestra” o novo Subaru XV.

Veja o anúncio:

 

Fonte | Adnews
Por @igorvilarim

O jeito certo de vender Copa do Mundo

 

Teoricamente, vender Copa do Mundo deveria ser muito fácil. Todo mundo ama futebol. Brasileiro troca hospitais por copa. Pronto.

Mas o que eu ando vendo na TV três meses antes da Copa do Mundo é uma avalanche de comerciais iguais, usando algum trocadilho com o técnico da seleção ou, pior ainda, pessoas na rua pintadas de verde e amarelo, com bandeiras e entoando um canto em comum. Já deu né galera, já enjoei da Copa antes dela começar de tanta coisa igual e sem graça.

Eis que surge a magnífica da publicidade esportiva: Nike. O comercial da campanha “Arrisque Tudo” possui a receita básica do sucesso: ótima produção, jogadores famosos e… E alguém sabe o essencial? Eu conto: humanizaram a coisa. Sim, humanizaram a Copa.

Acho que os profissionais de publicidade, marketing e empresários que veem criando e aprovando essas campanhas estão esquecendo que ninguém vai encontrar o técnico no avião ou montando a lavanderia da sua casa (apesar de eu não tirar o mérito das piadas, que são engraçadinhas), e nem sair às ruas num protesto pró-copa. No máximo vai ter contra, mas isso é história para outro post.

O que vai acontecer é a mesma coisa que em todos os outros anos: o torcedor vai assistir aos jogos no sofá de sua casa, na TV minúscula do boteco com os amigos ou no telão do shopping. Na realidade, não importa onde eles vão assistir, mas sim o que se passa na cabeça deles.

Afinal, o que os fanáticos por futebol querem? Eles querem ser o jogador do momento. Ou vão mais fundo: querem jogar lado a lado do seu ídolo. E se você, um simples jogador de pelada desconhecido, fosse responsável pelo pênalti decisivo da Copa do Mundo? Aposto que muitos brasileiros desmaiariam de emoção só de pensar na hipótese.

Estou aqui só falando de Brasil, pois há outro conceito interessante; brasileiro acaba por pensar que só nós e os argentinos somos fanáticos por futebol certo? Bom, se você não for um fanático e nem ficar pesquisando sobre o que acontece no esporte pelo mundo, deve pensar mais ou menos assim.

É ai que a Nike entra com a maestria da pesquisa, planejamento e sensibilidade. Primeiro, nos mostram uma pelada de jogadores americanos. Eles falando inglês me causou um choque inicial, confesso. Estes meninos comuns se tornando os jogadores mais famosos do mundo, e a pelada se tornando uma final de Copa, traduziu melhor que mil palavras à emoção do target: o que estou falando desde o começo do texto, o apaixonado.

O carinha que está vendo os jogos por trás da TV se viu neste comercial, de uma maneira que ele não consegue se visualizar nos outros. E é este tipo de propaganda que faz sucesso. Humanizada.

Ai você pode rebater todo meu trabalho de argumentação dizendo “Mas é a Nike, eles tem dinheiro para isso”. De fato, concordo que eles têm verba para esta superprodução, mas a ideia não precisa de tanto assim. Se abrirmos nossa mente para um mundo além da copa, vamos perceber que podemos humanizar tudo o que vemos pela frente. Por exemplo, em uma campanha de hospital podemos contar uma história que faça os olhos se umedecerem, em vez de apenas mostrar os prédios e a aparelhagem.

Lição do dia: Humanizar.

Por Gabriela Araújo