Os piores Home Offices da vida.

Todo mundo sonha em trabalhar em casa, deitar na cama e simplesmente ficar a vontade.
Trabalhar, comer, fumar, se distrair tudo no mesmo lugar.

Parece um sonho, não é?
Mais ou menos!

Esse lugar de sonhos pode se tornar um pesadelo, afinal essa liberdade pode acabar se tornando inabitável.

Conheça os piores e mais nojentos home offices:

 

Ecaaaaaaat!

via
http://www.sadanduseless.com/

 

Anúncios

Designer brasileiro recria os escudos das seleções da Copa de 2014

Em Junho receberemos o mundo inteiro na tão discutida  Copa das confederações 2014. Discussões a parte, esse evento, que move milhões de telespectadores a ficarem 90 minutos em frente a uma televisão, trás as seleções dos melhores times de cada pais, para um grande torneio acirrado entre as maiores potencias do futebol mundial.

Vislumbrando isso, o Designer  Leandro Urban, resolveu repaginar os escudos de todas as seleções que vão participar do torneio. As ilustrações seguem o estilo do Flat Design, que em português claro seria algo como “Passar um rolo compressor” no símbolos.

Confira os escudos das seleções:

20140319-170504.jpg

20140319-170510.jpg

20140319-170517.jpg

20140319-170528.jpg

20140319-170534.jpg

20140319-170541.jpg

20140319-170555.jpg

20140319-170601.jpg

20140319-170305.jpg

20140319-170315.jpg

20140319-170323.jpg

20140319-170342.jpg

20140319-170350.jpg

20140319-170357.jpg

20140319-170403.jpg

 

20140319-170420.jpg

20140319-170427.jpg

20140319-170436.jpg

20140319-170443.jpg

20140319-170739.jpg

20140319-170732.jpg

20140319-170723.jpg

20140319-170716.jpg

20140319-170706.jpg

20140319-170654.jpg

20140319-170647.jpg

20140319-170640.jpg

20140319-170633.jpg

20140319-170626.jpg

20140319-170620.jpg

20140319-170612.jpg

20140319-170257.jpg

Ficaram PADRÃO FIFA ou PADRÃO SOBRINHO?

Escrito por: Dennis Silveira

#PiadaNaInternet – Courtney Love desvenda os maiores mistérios da humanidade

1

Courtney Love roubou a cena e desbancou qualquer especialista da área “achando” o avião da Malaysia Airlines desaparecido. Sua teoria brilhante surpreendeu tanto, que ganhou até uma homenagem: um Tumblr, claro!

O Tumblr batizado de Courtney Solves Mankind’s Mysteries reúne uma série de imagens parecidas com a divulgada por Courtney, com uma ajudinha básica do paint, lógico!

Confere aí!

2

3

4

5

6

7

8

9

10

Ah, e se você não tava sabendo, essa é a imagem que ela divulgou em seu Facebook:

"Não sou especialista, mas isso se parece com um avião e um vazamento de óleo. Rezando pelas família do  MH370. A imagem é de mais ou menos uma milha de Pulau Perak, mas o que eu poderia saber?"

“Não sou especialista, mas isso se parece com um avião e um vazamento de óleo. Rezando pelas família do MH370. A imagem é de mais ou menos uma milha de Pulau Perak, mas o que eu poderia saber?”

Pra ver mais imagens do Courtney Solves Mankind’s Mysteries, chega aqui.

 
.
@junavarro

Afinal, quem é Quentin Tarantino?

Jules

“Say what again! I dare you, i double dare you mother Fuck*@#$”. Say what one more goddamn time!”

O diretor/roteirista/produtor de cinema Quentin Jerome Tarantino é nada mais, nada menos do que o ícone da nova (naquelas) geração de cineastas megalomaníacos, que estrelam o quadro de melhores diretores de todos os tempos.

Mas quem é realmente “Quentin Tarantino” ? O que ele come? Onde vive? Como se reproduz?

Essas e outras questões, serão respondidas nesse post. Mas se você não gosta de Quentin Tarantino, peço que vá lavar um banheiro, uma louça ou até mesmo estudar a Aritmética do Professor  Girafales.

Quentin-Tarantino

Natural do Estado do Tennessee, Quentin Tarantino era um garoto apaixonado por filmes de Kung Fu e suas exageradas cenas de lutas voadoras, filmes Western, como aqueles que o Clint Eastwood protagonizava nas telinhas de filmes de faroeste, e outros estilos das décadas de 60/ 70/80.

Por possuir esse “refinado” gosto cinematográfico, Quentin, que era apenas um atendente de uma locadora de filmes, resolveu escrever seus próprios roteiros, que logo seriam comprados por cineastas famosos, que segundo a ótica do próprio Quentin “ficaram muito ruins” nas telas do cinema. Porém, convenhamos que a venda do roteiro dos filmes: Amor à Queima Roupa e Assassinos por Natureza”, deu a chance que ele precisava, para poder emplacar um dos filmes mais famosos da década de 90: Cães de aluguel.

Caes-de-aluguel-02

*Na minha opinião, um dos melhores filmes*

Após o grande sucesso de Cães de Aluguel, Quentin iniciou uma teoria conspiracionária, que ao final desse texto, eu explicarei melhor.

Quentin ficou mais familiarizado com o poder da exposição que as telonas poderiam proporcionar, então, como ele não é bobo nem nada, já embalou as gravações de mais um filme que marcou uma gerações e mudou a cena cinematográfica: Pulp Fiction.

pulp-fiction (1)

Você provavelmente já fez a “dancinha” do John Travolta e da Uma Thurman, em uma festa de casamento daquela sua tia que estava encalhada a mais de 40 anos e que provavelmente nem sua família botava mais fé nela.

Qual “dancinha” eu me refiro? Essa aqui:

Um ano após o sucesso de Pulp Fiction, o filme Four Rooms (Grande Hotel), que não é um dos mais conhecidos, porém, ainda sim, é um grande marco na carreira de filmes de Quentin Tarantino. Onde a história discorre sobre 4 histórias em um mesmo filme, dirigidas por 4 diferentes diretores, sobre 4 perspectivas diferentes porém estrelados por mesmo ator: Marc Lawrence , que interpreta um “bellhop” muito desajeitado e engraçado.

four_rooms

Anos se passaram e Quentin estava numa zona de sono profundo, apenas atuando, escrevendo e as vezes, produzindo algo aqui, algo ali, mas nada muito sério, como “Um drinque no inferno”, no qual ele mesmo era um dos principais atores.

from-dusk-till-dawn-03

No ano seguinte, ele resolveu trabalhar de verdade e dirigir um filme em homenagem a uma das rainhas do Blaxploitation: Foxy Brown  (Pam Grier) . Onde em Jackie Brown, Quentin conta a história de uma aeromoça de uma pequena empresa aérea, que contrabandeava dinheiro, para o traficante de armas Ordell Robbie (Samuel L. Jackson).

jackie-brown-1-1024E se até agora você não reconheceu nenhum filme, relaxe, porque o próximo você já assobiou muito por ai.

Kill Bill vl.1 e Kill Bill vl.2, são marcos históricos do cinema. Incontestavelmente são filmes de grande sucesso e repercussão entre todas as tribos desse Brasil meu Brasil Brasileiro.

No 1º volume, temos a explicita declaração de amor de Quentin Tarantino aos filmes Chineses, cheios de cabos “invisíveis” e Jet Lees voando de uma parede para outra. Tudo isso, regado a muitoooo sangue.

uma thurman - kill bill copy

E no 2º volume, mais focado nos filmes Western, eu diria:

Kill.Bill.Vol.2 copy

Apesar de roterizar seu proximo filme, nosso garoto prodígio matou mais uma vontade de infância: Transformar quadrinhos em um filme!

Em Sin City, Quentin Tarantino deixa sua marca no mundo dos quadrinhos, homenagiando com muito louvor todos os fãs mais árduos da revista Dark Horse Presents.

Sua fotografia inovadora criou um seguimento diferenciado no mercado do cinema internacional.

7680_gorod-grexov_or_sin-city_1280x1024_(www.GdeFon.ru)

Arregaçando novamente as mangas, Quentin despachou mais um filme bem conhecido pelo público Cult: Death Proof, que em geral, traz escrachadamente o fetiche por pés de Quentin Tarantino.

Death-Proof-284

2009 foi um ano de glórias, afinal, Bastardos Inglórios, é um dos filmes mais premiados de Quentin Tarantino. Claro, quem ganhou a maioria dos prêmios foi o ator  Christoph Waltzque foi brilhante em sua interpretação. Brad Pitt também foi um mestre da personalidade em atuação, mas os bobos do Oscar não gostaram do sotaque FODALHÃO que ele utilizou nas filmagens.

bastardos-inglorios06g

Djannnngoooooo…

É assim que vem na minha cabeça a música tema do filme.

Esse filme é incrível, sem mais. Só isso mesmo. Se você ainda não viu, corre lá na loja que tem aquele “carinha gente boa” que vende DVDs a 3 Dilma$ e manda vê, porque esse vale a pena.

Django-Livre_001

E esse foi um mini resumo da Cinegrafia de Quentin Tarantino.

“Cade os outros filmes? Seu poser!”

Calma, Calma, Jovem Padauã, eu sei que existem outros filmes, porém apenas listei os filmes básicos do grande mestre Quentin Tarantino.

Se você quiser se aprofundar, existem muitos outros filmes que ele participou, seja no roteiro, atuação ou direção. Segue alguns nomes pra você procurar no GOOGLE:

“Eles matam nós limpamos”

“My Best Friend’s Birthday”

“It’s Pat””

“Past Midnight”

Ahhhhh e lembra que eu comentei sobre o início do texto, sobre uma ação consipiracionária que o Quentin Tarantino criou? Então se prepara, porque tua vida vai mudar! Assista esse vídeo feito pelo Selton Mello e pelo Seu Jorge. Tua cabeça vai pirar e vai fazer você amar ainda mais nosso querido diretor:

E como prometido, ficou faltando apenas falar “O que ele come?” e respondendo essa pergunta, lhes digo:

Existe um restaurante aqui em São Paulo, chamado “Big Kahuna Burger”, que foi totalmente baseado em todos os filmes do Quentin Tarantino, mas principalmente no Pulp Fiction. E lá é um lugar super legal, super descolado e totalmente voltado para fãs do Quentin.

Quem tiver curiosidade, acessa o site dos caras e vai lá dar uma conferida:  Big kahuna Burger

big

Se alguém tiver mais informações ou curiosidades, deixa um comentário aqui no site.

“Acho que esse foi meu melhor trabalho” Bastardos Inglórios.

@dennissilveira

#Viral – Roteirista pede demissão por vídeo dançando no escritório

i quit

No último sábado, 28, a roteirista norte-americana Marina Shifrin se revoltou de vez e decidiu postar no YouTube o seu vídeo-demissão do emprego sambando na cara do chefe, ao som de “Gone”, de Kanye West.

Tudo isso porque, no trabalho de Marina, seu chefe se importava mais com a quantidade de visualizações dos vídeos do que com a qualidade, além, é claro, da correria e da pressão diária. (se identificou?)

Vejam só o que essa garota mito fez:

“São quatro e meia da manhã, e eu estou no trabalho. Eu trabalho para uma empresa maravilhosa que produz vídeos de notícias. Por quase dois anos, eu sacrifiquei meus relacionamentos, tempo e energia por este trabalho. E meu chefe só se importa com a quantidade e quantas visualizações um vídeo teve. Então eu pensei em fazer meu próprio vídeo focando no conteúdo em vez de me preocupar com as visualizações. E deixar meu chefe saber que… eu me demito.”

Até a publicação desse post, o vídeo, que já se tornou um viral, já passava dos 4,2 milhões de visualizações. Isso é que é um #chupaex-chefe!
 
.
@junavarro

US$ 8 mil gerou uma marca de sucesso!

playboy-logo-size-598

 

Em 1953 Hugh Hefner estava insatisfeito com seu trabalho na revista Children’s Activities, então começou a trabalhar em uma ideia visionária, arrecadou US$ 8 mil penhorando móveis e fazendo empréstimos com familiares e amigos, e na mesa de sua cozinha escreveu a primeira edição da Playboy. Inicialmente iria chamar a publicação de Stag Party, mas ficou com medo de um processo por ter uma revista no mercado com o nomeStag’, então aceitou a sugestão de um amigo e adotou Playboy, seu logo foi desenhado em meia hora, o coelho daria o espirito divertido e a gravata sofisticação.

Pagou menos de US$ 600 por direitos autorais das fotos de Marilyn Moroe nua, que estava em inicio de carreira, ela seria a primeira ‘Sweetheart’, foram vendidas 56 mil revistas das 70 mil impressas.

Em 1954 na 2ª edição a garota da capa passa a se chamar ‘Playmate do mês’, antes de completar aniversário chega o primeiro anunciante grande, a Springmaid, no ano seguinte apontava crescimento de 102%, se torna a 49ª revista mais vendida dos EUA e a palavra ‘Center Folder’ (pôster central) entra para o vocabulário popular.

A essência da revista era o sexo, mas não abordava somente esse assunto, nunca foi uma publicação exclusiva de conteúdo erótico, o gancho seria uma revista de bom gosto que proporcionava um conteúdo útil e interessante para os homens que desejavam um estilo de vida sofisticado.

Em 1959 sua circulação passava de 1,1 milhão.

No final da década de 50 comprou a mansão Playboy, o branding de relacionamento já estava lançado com Playboy Club e Playboy Penthouse (canal tv a cabo). Passou também a ser uma marca de experiência, os assinantes frequentavam festas na mansão com direito a coelhinhas, bebiam do melhor whisky e voltavam para casa de limousine. A Playboy foi considerada marco cultural de Chicago ao realizar a 1º edição do Playboy Festival Jazz (que hoje é realizado em L.A), e toda arrecadação dos ingressos foram doados para cidade.

Com o passar do tempo novas publicações surgiram no mercado, algumas falando sobre cerveja e fusca e alcançando a classe média, mas a Playboy não se intimidou, continuou a publicar seu conteúdo refinado e suas entrevistas começaram a ganhar mais repercussão do que a ‘Playmate’.

Para gerenciar todo seu império Hefner criou a Playboy Interprise, agência de desenvolvimento e distribuição de entretenimento adulto. Hoje a empresa está estruturada em três segmentos: Publishing (que administra a revista), entretenimento (que controla ativos de eletrônicos) e licenciamento (que licencia o nome Playboy e logotipo de coelho para terceiros).

Apenas um terço da receita deriva da revista, a maior parte vem da disseminação de conteúdo em formato eletrônico, como televisão e internet, e de produtos que levam seu nome, como vestuário.

Hefner acreditou no sucesso, a revista satisfazia uma necessidade existente na época entre os leitores, era diferente de qualquer produto no mercado e era para um nicho específico. Se reinventou com as mudanças da sociedade como a chegada de novas gerações, é uma marca que aparenta ter folego para continuar adiante.

A marca Playboy é uma das mais reconhecidas e populares do mundo.

Como rendeu US$ 8 mil!

Falem bem ou falem mal, mas falem que Hefner foi corajoso e perceptivo!

 

Hugh-Hefner-o-dono-da-mansao-playboy-610x250

 

*Fonte de inspiração : Nos bastidores da Playboy , Susan Gunelius.

 

 

@alynepassarelli

A publicidade que vendia pessoas

Me lembro bem da minha primeira aula no curso de Publicidade e Propaganda: todos ainda tímidos, depois ter ter ficado sem um tostão no bolso para evitar que o trote fosse muito forte. Daí entrou a professora, sentou em cima da mesa e perguntou: Quando começou a propaganda no Brasil? O silêncio tomou conta da sala. Daí ela olhou para mim e veio com tudo: Você, aí, sabe me responder? Sem nem imaginar o que eu estava falando, respondi: Na época da escravidão, vendendo escravos!

Ela abriu um sorriso lindo e, para mim, essa resposta garantiu a minha moral com ela pelos quatro anos de faculdade.

Ok, e daí? O que esse momento nostálgico tem a ver com isso aqui? Acontece que, mesmo sem saber o que eu falava, eu tinha a razão. E como hoje, 13 de maio, é comemorado o Dia da Abolição da Escravatura no Brasil, me veio a ideia de trazer para cá alguns destes anúncios que, mesmo sem técnica, persuasão e qualidade alguma, foram os pioneiros nesta arte de comunicar que tanto amamos.

untitled

1880_03_13-cavalo-e-escravos2 1881-29-dezembro-anc3bancio-de-escravo-fugitivo-o-brado-conservador-ac3a7u-1 h0350a1850e  h0350a1876a

Agora para de ficar lendo isso aqui e vai trabalhar, porque você ainda não foi abolido!

@_hrdias

Desvendando a magia Disney!

1274352511755_f

 

 

Walter Disney teve uma infância e adolescência complicada, entre viver com o dilema de ser ou não adotado, trabalhar em fazenda e dirigir ambulância para Cruz Vermelha na França! Mas foi em sua volta para os EUA quando se matriculou no “Kansas City Arts School” que sua história mudaria para sempre!

Junto com seu irmão Roy e um amigo, criou a “Laugh-O-Gram” produtora essa que não durou muito tempo, mas que fez com que se abrissem as portas para o sucesso. Walter desenhava em sua garagem tiras de sátiras para serem exibidas no cinema local antes dos filmes, nessa época já estava criando ‘Alice’ que em seguida chegou a ser “roubada” por um oportunista, mas não se deixou abalar e então surgiu o seu mais precioso personagem: Mickey Mouse!

A partir daí foi sucesso atrás de sucesso, houve declínio devido ao início da Segunda Guerra Mundial, mas logo se recuperaram com o longa ‘Cinderela’. Suas produções foram indicadas ao Oscar inúmeras vezes e se tornou o maior colecionador de estatuetas.

Casou-se e teve filhas! Filhas essas que amavam parques de diversões, mas todos eles eram sujos com péssimo atendimento e sem perspectivas de melhorias. Walter começou a adotar o discurso de que suas produções cinematográficas quando concluídas já não poderiam ser alteradas conforme a opinião do telespectador, mas que algo poderia ser feito em constante mudança para a satisfação do público.

Em 1955 com a parceria da rede americana de televisão ABC, inaugura-se a Disneylândia, parque temático localizado na Califórnia.

 

disney-14

A abertura do parque ocorreu em um domingo, Walter definiu como “domingo negro”, pois, diversos ingressos foram falsificados e o parque ficou superlotado, o seu novo império precisava de pessoas capacitadas para tornar o sonho de seus visitantes realidade. Mas ele não parou por aí, já planejava a abertura de ‘Walt Disney World Resort’, não viveu para assistir a concretização de mais esse sonho, veio a falecer vítima de um câncer em 1966.

No comando ficaram seu irmão Roy e uma grande equipe, e em 1971 foi inaugurado o parque temático ‘Magic Kingdomnos anos seguintes veio à ampliação do Walt Disney World Resort com EpcotHollywood StudiosAnimal Kingdom.

Além dos contos de fadas e ‘felizes para sempre’ a magia Disney não fica somente no quesito fantasia. Com o nascimento do Disney Institute (área de treinamento) criou-se um ciclo de atendimento de qualidade que hoje é reconhecido e adotado por diversas empresas.

O dicionário Disney e a forma de integração com a equipe fazem a diferença:

Não utilizam as palavras colaborador ou funcionário, são  membros do Elenco

Não utilizam as palavras clientes ou visitantes e sim Convidados

Colega de trabalho não, Anfitriões.

E uma vez por semana no mínimo os funcionários administrativos e os supervisores (incluindo altos executivos) vestem aventais azuis e vão aos parques para ajudar nas funções necessárias ou até mesmo vestem as fantasias dos personagens para sentir o fascínio que exercem sobre os convidados. A política “Tudo tem que ser do meu jeito” foi  substituída por “O que você acha”, dessa forma o líder se mostra receptivo a opiniões e deixa claro ao Elenco que suas ideias e necessidades são levadas a sério. Hoje são mais de 50 mil Membros do Elenco, é a empresa que mais colaboradores tem atuando em um só local.

Muitos perguntam o que a Disney vende, e é com prazer que o Institute responde: Excelência da qualidade para o Elenco, excelência da qualidade para os Convidados e práticas de negócios de qualidade, é o que assegura o sucesso!

Abaixo deixo alguns fatos que revelam porque é maravilhoso o mundo Disney  :

-Em um workshop aqui no Brasil um participante se dirigiu até o representante do Disney Institute e disse que sua filha era apaixonada pelo Mickey, perguntou se tinha como ela receber uma foto autografada do personagem, então o representante pediu que ele escrevesse o nome da garota e seu endereço em um papel. Após duas semanas a menina recebeu uma correspondência que continha uma foto autografada do Mickey segurando o papel que seu pai havia escrito seu nome!

-Certa vez um convidado viu um senhor bem arrumado com o crachá da Disney recolhendo um pedaço de papel do chão, aproximou-se e perguntou: “O senhor faz parte da equipe de limpeza?” e o homem respondeu: ”Sim, faço”. Quando já estava indo embora, virou-se e lançou outra pergunta: “Quantas pessoas há na equipe de limpeza?” e o homem respondeu: “Mais de 45 mil”.

-Há uma lenda da famosa pergunta “Que horas é a parada das 3?” a mais tradicional e completa parada do complexo Disney no Magic Kingdom, mas quem pergunta não quer ouvir como resposta “ Ás 3” e sim se vai haver atrasos, quais são os personagens que participam, se está confirmada ou que horas vai passar por aqui (rua em que a pessoa está). Todo membro do elenco é treinado para dar a resposta adequada.

– Recentemente a pesquisa de qualidade revelou que 70% dos convidados realizam uma segunda viagem para Disney, e que suas lembranças da visita passam de uma semana ou um mês, viram assunto da família durante anos e que indicam para amigos e parentes a experiência.

Alguns dos clientes Institute Disney; IBM, Nestlé, GM e diversos hospitais buscam liderança, fidelização, gestão de serviços e criatividade naquele que exerce um poder de influência em realização de sonhos.

Não é o pó encantado da Sininho ou a varinha de condão que rege o sucesso da magia, e sim a forma de administrar o seu negócio.

 

 

Fonte de inspiração: ‘O jeito Disney de encantar clientes’, Disney Institute.

Conheça Disney Institute: http://disneyinstitute.com/

@alynepassarelli

 

Caxirola: a vuvuzela brasileira (Oi?)

Me lembro bem da Copa das Confederações e da Copa do Mundo na África do Sul: cada vez que começava um jogo eu tinha a impressão de estar no meio de um enxame de gafanhotos. Mas tudo bem, a tal da vuvuzela era tradição do outro lado do Atlântico então se tornava até bacana – já que representava algo da cultura local.

Daí o Brasil (aaaai Brasil!) lança a Caxirola (oi?), o instrumento musical, criado por Carlinhos Brown e licenciado pela Fifa para ser o o som oficial dos jogos por aqui.

O instrumento foi inspirado no caxixi e lembra um chocalho que, segundo Brown, possui um som doce e representa o nosso país.

Barulhos insuportáveis a parte, o aparelho parece ter agrado o público que foi assistir ao jogo entre o Bahia e o Vitória, domingo. Aliás, os torcedores descobriram até uma nova função para as Caxirolas, arremessando-as no campo enquanto o Bahia perdia (imagina na Copa!)

Eu não quero desacreditar no sucesso do Brasil, dentro e fora de campo, neste grande evento mundial. Mas a opinião do jornalista Juca Kfouri sobre este lançamento, já nos faz criar a nossa própria opinião sobre isso tudo.

A vuvuzela foi um porre na Copa passada, mas era uma tradição na África do Sul. A caxirola é uma invenção bizarra, um plágio do caxixi, o chocalho de palha que complementa o berimbau. A presidenta endossa um troço que custará R$ 20, produzida por uma empresa norte-americana associada a Brown… Ou seja: vão introduzir uma barulheira não usual em nossos estádios. E ganhar muito dinheiro. (Juca Kfouri)

carlinhoscaxirolaanacarolinaaraujoespterra torcidacaxirolafestaromildodejesusal@_hrdias

Top Down

Guggenheim Museum

O museu Guggenheim em New York é um museu de arte moderna clássica, desenhado pelo talentoso Frank Lloyd Wright.

Há uma recomendação para as pessoas começarem a visita do topo. O edifício é uma grande rampa circular, você vai de elevador para o piso superior e casualmente descem-se os oito andares inspiradores.

A administração do museu afirma que a taxa de sucesso (percurso por todos os corredores) é maior quando a expedição é iniciada do último andar, acredita-se que o fato de descer é mais encorajador do que o de subir.

É uma ideia brilhante, e pode ser exemplo para freela, planner, executivo de contas e tantos outros profissionais. Muitas vezes começar de baixo significa lutar contra o seu caminho através de pessoas que não podem decidir e que provavelmente vão fazer com que você leve muito tempo para se realizar, se este for o caso, pegue o elevador e comece no topo.

Claro que o elevador pode ser acionado para desistência, essa é (e sempre foi) uma escolha individual.

Se optar em começar do topo, acredite em si mesmo, na sua empresa, em seu produto ou serviço, em sua equipe e do que todos são capazes. ACREDITE!

4,5 segredos:

1. Seja criativo

2. Esteja preparado

3. Seja implacável

4. Faça ser lembrado

E o 0,5? É dedicação, o único MEIO para obter sucesso!

 

 

Fonte de inspiração: A Bíblia de Vendas, Jeffrey Gitomer

Saiba mais do museu em: http://theeyethatwrites.blogspot.com.br/2012/03/normal_26.html ou http://www.guggenheim.org/

@alynepassarelli