Consciência Negra: como não lembrar da Benetton?

A marca italiana com a famosa etiqueta verde e as palavras “United Colors of Benetton” tem a publicidade como uma característica e hoje, 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, não poderíamos deixar de mencionar algumas polêmicas propagandas que abordaram o racismo.

Desde a contratação de Oliviero Toscani, fotógrafo que trabalhou na empresa de 1982 a 2000, a companhia optou por uma estratégia de comunicação na qual os grandes temas, e não as roupas, assumem o papel principal. Como resultado, além de alguns (vários) ataques judiciais, houve o significativo aumento das vendas.

Veja algumas das propagandas veiculadas nos anos 90 que retrataram o racismo e, apenas para lembrar, somos todos Publicitários Pobres, sem diferenças de cor ou de raça!

@_hrdias

Anúncios

Sobre Helinho Dias

Publicitário não compreendido pela cidade do interior na qual (sobre)vive. Sigam @_hrdias

Um pensamento sobre “Consciência Negra: como não lembrar da Benetton?

  1. Até hoje não entendo o porque desse processo contra a Benetton. Pelo contrário, a marca gostaria dessa união, para não haver preconceito entre as pessoas. Porém se for pensar nesse modo, porque não tem um processo contra o governo do Brasil sobre as cotas para negros e índios. Isso sim é um absurdo. Tem negro muito mais inteligente que o branco!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s